Este vídeo, patrocinado por uma marca de goma de mascar (Stride), mostra um rapaz norte-americano, Matt Harding, dançando (muito mal) em cada lugar que visita – com as pessoas que encontrava.

É um belo lembrete do fato que, por trás de todas as nossas diferenças – raça, etnia, língua, cultura – somos todos seres humanos compartilhando a dança da vida.

A música de fundo, a canção “Praan”, composta por Garry Schyman, cantada em bengali, é inspirada num poema de Rabindranath Tagore, um poeta indiano que foi reconhecido internacionalmentecom o Prémio Nobel da Literatura. Aqui está a tradução em português desse poema:

Corrente de Vida

A mesma corrente de vida que flui pelas minhas veias noite e dia
atravessa todo o mundo em danças com rítmicos compassos.
É a mesma vida que faz brotar alegria através do pó da terra
em inúmeras lâminas de erva
e desdobra-se em tumultuosas ondas de folhas e flores.
É a mesma vida que é embalada no oceano, berço de nascimento
e da morte, no fluxo e refluxo.
Sinto que as minhas extremidades são glorificadas pelo toque glorioso deste mundo de vida.
E orgulho-me deste trânsito da vida desde os séculos dos séculos que dança no meu sangue neste momento.

Anúncios