372 Jizos pela Paz

A partir de setembro de 2004, passei dez meses no Zen Center de Los Angeles. Tive a oportunidade de participar no projeto “Jizos pela Paz” (“Jizos for Peace”), contribuindo com este desenho feito sobre tecido bastante simples e nada artí­stico.

Abaixo informações do site do projeto:

“Os dias 6 e 9 de agosto /2005 foram o 60º aniversário do lançamento das bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki no Japão. Em homenagem às aproximadamente 270.000 pessoas que morreram durante ou logo após os bombardeios, membros do Great Vow Zen Monastery levaram mais de 400.000 imagens de Jizo para Hiroshima e Nagasaki – mais de um Jizo para cada homem, mulher ou criança que morreu em decorrência  das bombas atômicas.

“Painéis de arte, “banners”, origami, estatuetas de cerâmica e “patchworks” com imagens de Jizo foram criados dentro do coração de uma pessoa, para tocar o coração de outra.”

Jizo

“Geralmente apresentado na forma de um protetor espiritual sábio e bondoso, Jizo é considerado o guardião das pessoas mortas. Cuida dos viajantes, é o protetor das mulheres e das crianças e também ajuda os doentes. As qualidades de Jizo são a compaixão, o otimismo e a bravura.

“Durante a criação de um Jizo, o artista envia pensamentos de paz para o mundo. Nossa esperança é que a compaixão e a paz elevarão não somente o artista, mas a cada pessoa a quem elas forma dirigidas.”

Anúncios